A Conferência Internacional é fruto de um encontro que tivo lugar 24 de julho de 2019 em Compostela (Galiza).

Com motivo de este, várias das forças políticas participantes (Agora Galiza-Unidade Popular [Galiza], Herritar Batasuna [País Basco], Nación Andaluza [Andaluzia] e Plataforma Laboral e Popular [Portugal]), assim como personalidades do movimento revolucionário socialista mundial (Néstor Kohan da Cátedra Che Guevara [Argentina] e Narciso Isa Conde, coordenador do Movimento Caamañista [República Dominicana]), acordam umha declaraçom internacional conjunta intitulada “Pola reconstruçom do movimento revolucionário socialista/comunista”.

Esta declaraçom inicia-se constatando a crise estrutural do capitalismo senil assim como a sua incapacidade na atual fase imperialista, tal e como pronosticarám Marx e Engels, para resolver os problemas da humanidade.

Denuncia-se a incapacidade das políticas de reformas fruto de maiorias parlamentares “progressistas” para frear as agressons que padece a classe obreira e o conjunto do povo trabalhador. Também se denuncia o eleitoralismo que nom contribui para elevar o nível de consciência das massas, a movimentar e a luitar de forma organizada e unitária contra a exploraçom. E proclama-se a necessidade de reorganizar as ferramentas de luita que historicamente empregou a classe obreira e o conjunto do povo trabalhador e empobrecido, com as quais logrou as conquistas e direitos que o capitalismo tem ido desmantelando progressivamente nas últimas décadas.

A declaraçom internacional finaliza afirmando a necessidade de restaurar os fundamentos do marxismo e libertá-lo das suas leituras esterilizadas, e de estudar a fundo a imensa obra teórica de Marx, Engels, Lenine e o Che. Assimesmo acorda aprofundar na coordenaçom tática e estratégica dos coletivos e forças políticas assinantes mediante a criaçom de umha revista teórica e a convocatória de umha Conferência Internacional periódica para sentar as bases que permitam promover umha nova Internacional Proletária cujo objetivo seja organizar a Revoluçom Socialista/Comunista.